Congresso reúne juntas comerciais em São Paulo

postado em: Brasília | 0

Instituições debatem modernização e a simplificação do registro empresarial. Vice-governador do DF, Paco Britto reforçou a importância desse trabalho

Durante quatro dias, representantes das 27 juntas comerciais do Brasil se reúnem em São Paulo para o 1º Congresso Nacional de Juntas Comerciais (1º Conaj). Até sábado (30) serão promovidos debates sobre a modernização, simplificação do registro empresarial no país, metodologias de segurança da informação e promoção de posturas estratégicas dos órgãos de registro para o incentivo ao empreendedorismo e fomento da economia.

Entre os convidados para discursar na abertura oficial do evento na noite da quarta-feira (27), o vice-governador do DF, Paco Britto, reforçou a importância das juntas comerciais para a economia do país. “Este congresso ocorre num momento em que o ambiente de negócios no Brasil começa um novo ciclo, que a gente espera que seja de desenvolvimento sustentável, forte e amplo para os empreendedores. E a participação das juntas comerciais é crucial para que os negócios fluam com maior facilidade.”

“Há muito tempo que as juntas comerciais não são apenas órgãos responsáveis pelo registro de atividades econômicas regionais, mas têm funcionado como vetores de progresso”, afirmou o vice-governador.

Intercâmbio de experiências
Os presidentes dessas entidades, incluindo o do DF, Walid Sariedine, apresentaram cases e experiências durante Assembleia Geral Ordinária de Presidentes. Representantes da Junta Comercial, Industrial e Serviços do Distrito Federal (Jucis-DF) seguem em São Paulo para o intercâmbio de experiências no encontro que ocorre sob o tema 12 anos da Redesim: o importante papel das Juntas Comerciais para a melhoria do ambiente de negócios no Brasil.

Entre as discussões estarão os avanços da Rede Nacional para Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), bem como sua desburocratização e simplificação no que diz respeito ao processo de registro e legalização de empresas no Brasil.

Fonte: Agência Brasília
Foto: Agência Brasília